O Homem-Animal de Grant Morrison

O Homem-Animal de Grant Morrison

 E ai galera hoje vamos falar sobre o meu herói favorito o Homem-Animal repaginado pelo grande Grant Morrison. A reinvenção do herói secundário Homem-Animal pelas mãos do escocês Grant Morrison é uma das fases mais memoráveis de uma revista mensal da DC Comics pré-Vertigo. Em 26 edições o roteirista transformou completamente a vida de Buddy Baker, e esta série está chegando ao Brasil graças a Panini. 



Mas afinal, do que se trata o Homem-Animal?

O personagem foi criado por Dave Wood e Carmine Infantino em 1965. Dublê de cinema, Buddy Baker ganhou seus poderes (a capacidade de absorver características de animais) graças a um acidente com um alienígena, e com isso adotou a identidade de Homem-Animal . Utilizado desde então como personagem secundário (inclusive sendo membro da equipe Heróis Esquecidos, um nome bem explicativo), sua reinvenção foi feita pelas mãos do controverso Morrison, sendo este seu primeiro trabalho para a DC Comics.

Morrison foi o responsável por dar profundidade ao personagem. Com uma equipe de artistas composta por Chaz Truog, Doug Hazlewood, Tom Grummett e Tatjana Wood, o principal motivo do sucesso desta fase são os temas abordados e como o herói é tratado pela sociedade.

Buddy é um fracasso. Seus poderes são incríveis, já que ele pode ter a força de um rinoceronte, a velocidade de uma formiga, voar como uma águia e até mesmo se regenerar rapidamente, tudo dependendo de algum animal estar por perto. Mas apesar de tudo isso ele ainda é um fracassado, sem emprego, sustentado pela esposa, tendo dois filhos (um menino e uma menina), e tornando tudo pior, sendo motivo de chacota por parte das outras pessoas.

A ideia de Grant Morrison é fabulosa. Algo semelhante ao Miracleman, do Escritor Original, o Homem-Animal deve tentar ser alguém de importância para o planeta, ser um herói de verdade e ter uma vida melhor. E nisso o roteirista traz a tona o melhor aspecto deste gibi: os temas ecológicos.

Temas como a extinção de animais, poluição, terrorismo ecológico, uso de cobaias animais em laboratórios são abordados de diversas formas nesta fase do personagem. Tratar de tais assuntos requer um roteiro de qualidade para não soar piegas, mas a partir do momento que o protagonista é um Homem-ANIMAL, parece que tudo se encaixa perfeitamente.

Com temas tão sérios o grande destaque, com certeza, acaba sendo a evolução do personagem. Buddy abraça a causa de defesa do ecossistema de uma forma maravilhosa, com histórias na maioria das vezes auto-contidas, e sua vida passa por reviravoltas inimagináveis. Durante as 26 edições feitas por ele, Morrison traz a tona todos os temas citados acima e ainda desconstrói toda a vida do personagem, além de revisitar sua origem e encaixar momentos que transcendem o gibi, criando (sem spoilers) uma das cenas mais icônicas dos quadrinhos. Tudo isso dentro da cronologia da DC Comics pós-Crise nas Infinitas Terras, incluindo aparições de outros heróis e vilões ou elementos de outras sagas (como Invasão) tendo influências diretas no título.

Mas rasgar elogios com relação ao roteiro é muito fácil, já que eu considero esta a melhor obra de Morrison. Esta fase, como se não bastasse tudo citado anteriormente, também conta com ótimos artistas capazes de criar cenas memoráveis e ilustrar perfeitamente as características dos animais, as feições humanas, cenas dramáticas, cenas de ação, etc. E você ainda não achou tudo isso bom o bastante? Pois saiba que a série tem todas suas capas ilustradas pelo maravilhoso Brian Bolland (Juiz Dredd, A Piada Mortal). Tais capas são tão icônicas quanto a própria série, pois mesmo que você não a tenha lido, provavelmente já viu algumas das belíssimas imagens.

Homem-Animal é uma obra essencial para qualquer fã de quadrinhos. São raras as oportunidades de vermos personagens secundários e esquecidos sendo tratados com maestria, com temas tão relevantes e sérios ditando suas vidas. E ser publicada no Brasil num ótimo formato torna essa necessidade ainda maior, pois histórias como essas merecem ser conhecidas por todos os leitores.

__________________________________________________________________________________

Facebook: Grupo ELANE
Instagram: @GrupoELANE
Blog: Blog Grupo ELANE
Youtube: Grupo ELANE


Comentários

  1. Como eu nunca vi esses textos sobre herois de vcs? Tem no canal do youtube de vcs?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais vistas

Arquivos de um Serial Killer - Netflix

MUDANÇAS!!

PREMIAÇÃO 73º EMMY's AWARDS

FILME: JUNGLE CRUISE

ErosCast - Jogos zerados e recomendado games - PARTE II