M.G.: Monster Hunter World - ICEBORNE


AUTOR: Parceiro Baiacu
02/09/2019

Bom Galera, tudo Bem?  

Vamos falar de Monster Hunter World lançando no dia 26 de janeiro de 2018, o mesmo faz parte da franquia Monster Hunter, a qual é muito forte nos portáteis, porem até o lançamento do World, com pouca relevância para consoles de mesa, tendo ciência de sua base de players consolidada e buscando reestabelecer seu lugar ao sol a Capcom, desenvolvedora da franquia apostou no público ocidental e nas novas plataformas como palco para o lançamento de MHW.


Além do peso de ser uma das maiores apostas da desenvolvedora, o jogo veio com uma proposta ousada, de mundo aberto, live service, com conteúdo frequente e sem abusar de Dlcs, promessas essas, que na opinião de quem vos escreve foi cumprida, o jogo contou com significativos aportes de conteúdo, bem dosados, e com desafios crescentes.
O título conta com uma gameplay sólida, com uma dose de dificuldade elevada, é justo dizer que a curva de aprendizado de Monster Hunter World é acentuada, de modo que enfrentar os monstros errados nas horas erradas é pedir para perder tempo, uma vez que os golpes causaram um dano significativo, e após 3 desmaios (mortes) a missão é dada como falha, isso em nível inicial.


Em níveis maiores existem missões que não permitem desmaios, vale ressaltar que em modo cooperativo a dificuldade aumenta, de modo que se em um único golpe três hunters forem mortos, a missão irá falhar, e acreditem, contra os maiores desafios do jogo, os Arc Tempereds, isso não é raro acontecer.
Como Hunter, temos um universo de 14 armas para testar e se especializar, sendo 11 delas voltadas ao combate de curto alcance, e 3 voltadas ao longo e médio alcance, sendo que para curto alcance o benefício é um aumento da resistência física e para longo o aumento é na resistência Elemental, e esse é apenas um dos pontos que influenciam na gama de builds, a verdadeira magica ocorre, por assim dizer nas armaduras e nos adornos que são o motor do farm do jogo , é normal ver players com 200/300 horas de jogo atrás de um adorno especifico para fechar sua build, seja ele de ataque, escudo ou de capacidade.


E o mais incrível em todo esse sistema é que não existe arma ruim, como novato na franquia estranhei muito quando essa era a resposta que tinha sobre a arma meta, existe build meta, mas armas não, todas são boas na mão de quem as domina, e esse é outro destaque positivo do jogo, cada arma tem um tipo de game play, exigindo um certo posicionamento e tempo de ataque, mesmo entre as 3 armas de longo alcance a diferença de game play é significativa, após as 100 horas de jogo encostei minha espada longa, e a sensação que tinha com outras arma era de estar começando o jogo novamente, mesmo sabendo a movimentação do monstro o tempo de ataque era diferente e acabava morrendo, e assim foi com todas as armas.

E por último e menos importante, a estória se passa no novo mundo, e é como se fosse um tutorial gigante, afinal ela acaba no nível 13 aproximadamente e a última missão do jogo só é habilitada no nível 100.

O jogo todo pode ser jogado sozinho e sem internet, no entanto para acessar atualizações, conteúdo adicionais e o multplayer é necessária uma conexão estável. Que é exatamente o único ponto negativo do jogo, os servidores costumam dar trabalho, esperamos todos, que na primeira e única expansão do jogo a, Iceborne, que será lançada no dia 6 de setembro de 2019, eles corrijam esse ponto.


Para aqueles que tem tempo e querem conhecer o jogo, o beta de Iceborne estará disponível para PS4 e Xbox one, para PS4 começa no dia 30 de agosto e irá até dia 2 de setembro, no Xbox começa no dia 2 setembro e vai até o dia 5 de setembro, para os que estão em dúvida é oportunidade ideal para testar o game.

Bom galera vou ficando por aqui, recomendo a todos que joguem a beta de Iceborne e comprem Monster Hunter World, o jogo é incrível e conta com uma gameplay fantástica, um RPG de ação, imperdível, que merece uma nota 9,5 e pode ser encontrado nos nossos parceiros do Shopping B.




Comentários

Postagens mais vistas

Dicas de filmes sobre empreendedorismo – Parte II

ROCKFEST, o verdadeiro festival de Rock ‘N’ Roll!

M.G.: Marvel's Avengers - Novo Game da Square Enix

FILMES: VENTOS DA LIBERDADE

Unboxing E.L.A.N.E. #01