Estrutura Organizacional e a Sucessão Familiar nas Micros e Pequenas Empresas.



Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Como foram de final de ano? Espero que bem, afinal o ano de 2016 não foi fácil!

Hoje vamos falar um pouco sobre a importância de se ter uma estrutura organizacional nas micros e pequenas empresas, para se prepararem para a sucessão familiar, coisa que a maioria dos empresários não dão o seu devido valor.

Essa situação acontece em razão de que essas empresas, em seus primórdios de atividades, estarem ligadas diretamente aos seus fundadores pertencentes às famílias que apresentam uma forte interação e até, em alguns casos, inconveniente superposição entre as políticas e os valores empresariais e as políticas e os valores familiares.

Em recente pesquisa realizada pela PwC, a vida média dessas empresas não familiares são de 12 anos, e das empresas familiares são de 9 anos; sendo que apenas 30% dessas empresas familiares é que passam para o comando da segunda geração e que somente um grupo muito restrito dessas empresas chegam a terceira geração, isto significa algo em torno de 12% de sucesso (Revista Conexão/SEBRAE/SP).

Como podemos observar, sem uma boa estrutura organizacional, poucas micros e pequenas empresas terão sucesso em sobreviver até a terceira geração.

Os desafios dessas empresas encontram-se nesse processo de sucessão com uma estrutura organizacional bem definida, para que possam manter-se e se perenizar no mercado; que é extremamente competitivo.

Nas empresas familiares, essas estruturas quando existem (se é que existem mesmo), são de formas precárias, são administradas com base em valores conservadores, disseminados por esses fundadores, que possuem uma configuração estrutural consistente com os princípios de um sistema de gestão tradicional; em que o fundador, em sua maioria, centraliza as decisões e só se afasta por doença ou morte. Entende-se isso como um reflexo da origem cultural do seu fundador.

Então futuros empreendedores e senhores empresários, vejam o quanto é importante ter uma estrutura organizacional em seu negócio, para que a sua empresa seja a mais eficaz possível, atingindo os objetivos e cumprindo a missão de fazer os seus SUCESSORES FAMILIARES!

E como a economia mundial nos últimos 20 anos mudou de forma muito dinâmica, as empresas familiares que não se organizarem, nem se atualizarem e se inovarem; acabarão não sobrevivendo em seu mercado, aumentando assim as estatísticas de mortalidades de micros e pequenas empresas.

Pessoal, por hoje é isso que tenho para comentar com vocês. Façam uma reflexão a respeito, ok?

Um grande abraço e até o próximo artigo.


Autor: M.ICHI

Comentários

Postagens mais vistas

Dicas de filmes sobre empreendedorismo – Parte II

ROCKFEST, o verdadeiro festival de Rock ‘N’ Roll!

M.G.: Marvel's Avengers - Novo Game da Square Enix

FILMES: VENTOS DA LIBERDADE

Unboxing E.L.A.N.E. #01