Arquivos de um Serial Killer - Netflix

 Arquivos de um Serial Killer - Netflix



Um documentário horripilante narrado pelo próprio serial killer, lançado neste ano escrito por Michael Harte e dirigido por  Dimitri Doganis, os mesmos de “don’t fuck with my cats”, um documentário incrível da Netflix. 

No início da década de 80, alguns vizinhos começaram a reclamar de pias e privadas entupidas, decidindo chamar alguns profissionais da área para verificar o que estava acontecendo, até se depararem com o esgoto repleto de carne e ossos humanos. Onde começam as buscas de algum suspeito.


Ao verem o bueiro da casa cheio de restos mortais, os polícias decidem checar a casa de cima, onde morava Dennis Nilsen. Nilsen era um homem escocês de 37 anos, que trabalhava em uma agência de empregos e lidava com o público no seu dia a dia. 



Quando a polícia chega ao apartamento, eles entram no quarto e sentem um cheiro horrível de carne podre, e logo avistam dois sacos pretos enormes e aparentemente pesados. Dennis se entrega de cara para a policia, e diz que há entre 15 e 16 corpos mutilados dentro dos sacos. Suas vítimas eram homens homossexuais, mas nem todos, todos os homens que simplesmente cruzasse sua rota, poderia ser uma vítima.

Antes de ser divulgado pela imprensa, todos tinham uma imagem de Dennis como um homem alto, forte e aparentemente com uma face do mal. Mas ao ver a realidade todos se chocaram, Nilsen era totalmente diferente das características ditas de um verdadeiro serial killer, não se encaixava na figura de um assassino, morando em Londres no bairro de Cranley Gardens.



Durante o documentário, sua mãe concede uma entrevista na época dizendo que nunca viu nada de errado em seu comportamento e que ele sempre foi uma criança normal. Como a maior parte do documentário é narrado por ele, pelas fitas gravadas em que ele deixou, Dennis desmente sua mãe, e diz que nunca recebeu nenhum tipo de amor e afeto.

Ele procurava suas vítimas em pubs LGBT, as embriagavam e por fim, matava e escondia seus corpos em sua casa, no chão de madeira e no quintal de sua casa.



Tempos depois de sua prisão, Dennis Nilsen foi julgado, mas se alegando inocente e a promotoria aceitando, pois acreditavam que ele tinha algum problema psicológico que o inocentassem desses atos cruéis. 

Até que algumas de suas vítimas conseguiram escapar, como um menino de 17 anos que pulou da janela da casa de Dennis, levando mais de 100 pontos. E o outro era simplesmente um garoto de programa, que sofreu tentativas de homicídios na mão de Nilsen, mas ao recorrer a polícia, tiraram sarro dele por ser homossexual. 

Na época, a Inglaterra era alvo de homofobia, e principalmente os policiais e jornalista. Houve outras tentativas de assassinatos com outros rapazes, mas nenhum deles eram  encorajados o suficiente para ir a polícia, por causa da homofobia excessiva no país.

De todas as vítimas, apenas 8 foram identificadas e nem todos eram homossexuais. 


Durante o documentário você sofre um intenso suspense e medo ao mesmo tempo, por descobrir barbaridades feitas por Nilsen e pelo fato de serem narradas por ele abertamente.


E aí?! Vai deixar de descobrir o final da história?


Ficha Técnica: Arquivos de um Serial Killer (Original Netflix)

Título Original: Memories of a Murderer: The Nilsen Tapes

Duração: 85 minutos

Ano produção: 2021

Estreia: 18 de agosto de 2021

Distribuidora: Netflix

Dirigido por: Michael Harte

Classificação: 14 anos

Gênero: Documentário, Crimes, Biográfico

Países de Origem: Reino Unido

_____________

__________________

@erosnerd

Comentários

  1. Fazem sexta feira do terror!!!!
    Contando sobre casos e histórias de terror de HQ's
    Vou amar

    ResponderExcluir
  2. Quero podcast com a Santa rosa e o eddie falando sobre filmes e documentarios de serial killers... saudade quando gravavam videos juntos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais vistas

PREMIAÇÃO 73º EMMY's AWARDS

MUDANÇAS!!

FILME: JUNGLE CRUISE

ErosCast - Jogos zerados e recomendado games - PARTE II