O QUE É NEUROMARKETING?

07/11/2018
Artigo M.Ichi



Olá! Caros internautas empreendedores, tudo bem com vocês?

Conforme havia comentado em meu último artigo sobre vendas, hoje falarei um pouco sobre o que é Neuromarketing, para ajudá-los a entenderem bem como os consumidores se comportam. Vamos começar falando sobre suas definições.

A palavra Neuromarketing, é a junção de duas palavras muito conhecidas em nossos dicionários:
- A Neurociência que é o estudo científico do sistema nervoso que abrange o cérebro humano.
- E o Marketing que é uma ciência ou ferramenta utilizada pelas empresas para explorar com estratégia um determinado mercado e público alvo, com o intuito de criar, entregar e atenderem às necessidades, desejos, satisfações e benefícios desse público alvo. É baseado no conceito dos quatros (04) P’s, que são os preços, a praça, o ponto, os produtos e/ou serviços. 

Então podemos entender que o Neuromarketing é a junção da Neurociência com ações de Marketing, com o intuito de estudar o comportamento da mente do ser humano; ou seja, o comportamento humano através das informações processadas pelo seu cérebro; no caso a do consumidor, em relação a tudo o que vai consumir - produtos e/ou serviços -, até a sua fidelização a determinadas marcas, sabores, cores. É tudo que envolve a vida de consumo do cliente.

É o estudo ao estímulo do cérebro humano com objetivo de realizar uma estratégia de marketing com mais eficiência e objetividade aos resultados.

Conforme estudos realizados, normalmente o consumidor quando adquire algo, ele o faz de forma mais emotiva que racional, devido ao processo de tomada de decisão não acontecer de forma racional, com lógica e de forma consciente; como imaginamos acreditar. Na verdade, inicia-se de forma inconsciente, principalmente quando determinados estímulos são ativadas em determinadas partes do cérebro. É nisso que o Neuromarketing trabalha, em ativar essas partes do cérebro, para fazer com que o consumidor adquira algo de determinada empresa.

Conhecendo melhor o funcionamento do cérebro, é possível através do neuromarketing, usar estratégias de marketing que acionam justamente as partes relacionadas às emoções do cérebro reptiliano, também conhecido como cérebro instintivo e o cérebro límbico ou emocional, que é o responsável em controlar o comportamento emocional dos humanos.
É basicamente nisso que o Neuromarketing tira proveito, entendendo quais são os filtros que seu cérebro prioriza e como pode fazer com que você dê mais atenção àquela marca ou produto.

Então, podemos dizer que a maioria de nossas decisões é tomada a partir de “gatilhos” mentais; ou seja, o cérebro produz uma “autorização” para você dizer sempre “sim”, sem racionalidade, porém de forma emocional na sua decisão de consumo.
É exatamente isso que os “gatilhos” mentais provocam, faz você dar uma atenção especial para um determinado produto de maneira inconsciente, através do sistema límbico, engajando as pessoas e dando a motivação necessária para a ação de compra.

Aqui posso listar alguns dos “gatilhos” mentais muito eficientes e utilizados pelo Neuromarketing:
- Afinidade, autoridade, coerência, consenso, escassez e reciprocidade.

Para finalizar; vocês empreendedores que estão querendo ampliar suas vendas, fique atento a essas dicas sobre como entender o comportamento do consumidor, assim vocês terão mais sucessos em seus negócios.
Hoje ficamos por aqui, espero ter contribuído com mais essas informações e até o próximo artigo.

Abraços a todos!

Comentários

Postagens mais vistas

Dicas de filmes sobre empreendedorismo – Parte II

ROCKFEST, o verdadeiro festival de Rock ‘N’ Roll!

M.G.: Marvel's Avengers - Novo Game da Square Enix

FILMES: VENTOS DA LIBERDADE

Unboxing E.L.A.N.E. #01